o-que-fazer-em-caso-de-acidente-ou-doenca-no-exterior.jpeg

O que fazer em caso de acidente ou doença no exterior?

É óbvio que seu roteiro de viagem internacional jamais vai incluir visita a um hospital, não é mesmo? Pelo menos não como paciente, é claro!

Mas ninguém está livre de imprevistos ou doenças, que podem acontecer quando a gente menos espera. Você sabe o que fazer em caso de acidente no exterior? Veja abaixo um passo a passo seguro para você ser bem atendido em caso de emergência!

Contratação de um seguro viagem

A primeira orientação é não abrir mão do seguro viagem internacional. Ele é a maior garantia de que você terá cobertura caso algum acidente ou imprevisto venha a acontecer.

E mais: mesmo que o destino não exija, você deve contratar um. Há 26 países da Europa, por exemplo, que assinaram o Tratado de Schengen, que limita a entrada de cidadãos estrangeiros caso não haja comprovação do contrato de um seguro viagem no valor mínimo de 30 mil euros.

Até existem lugares, como Estados Unidos ou América do Sul, que não fazem essa exigência; porém, do mesmo jeito que você pode enfrentar situações difíceis no Velho Continente, isso também pode acontecer na Terra do Tio Sam.

Portanto, não deixe de fazer seu seguro, pois tratamento médico no exterior é caro e pode, simplesmente, acabar com a sua viagem. Ao contratar um seguro, será cobrado um valor fixo — pago uma única vez —, e você terá cobertura de saúde e também para perda de bagagem, perda ou cancelamento de voo, detenção, perda de documentos, roubo, entre outras situações.

Passo a passo em caso de emergência no exterior

Siga os passos a seguir caso se envolva em algum acidente, tenha mal-estar ou precise ir ao hospital por qualquer motivo de saúde:

1. Tenha o número do seu seguro viagem e do telefone do atendimento sempre muito perto de você

Evite deixar essa informação no hotel. Anote no celular ou deixe dentro do próprio passaporte ou de algo que sempre leve com você durante os passeios.

2. Estando no exterior, jamais saia sem passaporte

Ele é sua identificação e o objeto mais valioso em território internacional. Assim como as informações do seguro, o passaporte tem que estar sempre com você.

3. Ligue imediatamente para o seguro

Um atendente vai te orientar sobre o que fazer em caso de acidente ou doença no exterior. Faça isso antes mesmo de ir ao hospital.

4. Em seguida, passe todos os seus dados e localização para o seguro

A operadora contratada que vai entrar em contato com alguma clínica ou hospital que poderá te atender. Depois, o seguro geralmente retorna a ligação e diz para aonde você precisa ir.

Em casos de emergência nas quais o paciente está desacordado e sozinho, ele vai ser encaminhado pelo serviço de emergência do país para o hospital mais próximo. Por isso, mais uma vez, é importante ressaltar o quanto é primordial sair sempre com documentos e número do seguro.

5. Fique atento às condições do seu seguro viagem

Alguns só cobrem acidentes com meios de transporte em rotas registradas, como as feitas pelas cias aéreas, marítimas ou terrestres. Em casos independentes, como locomoção em uber, táxi, carro alugado ou transporte público, você pode ficar sem cobertura.

6. Guarde notas e comprovantes de gastos

A cobertura de remédios vai depender do tipo de seguro contratado. Por isso, tudo (absolutamente tudo!) que você gastar com saúde no exterior deve ser comprovado com nota. Guarde todas para solicitar reembolso, se for o caso.

A mesma lógica vale para laudos e exames, mesmo que o seguro viagem tenha pago por eles. Você precisa arquivar tudo, pois o seguro pode pedir os documentos para comprovar as despesas médicas.

Saber o que fazer em caso de acidente no exterior, ou mesmo doença, é extremamente importante para estar mais seguro durante sua viagem. Para mais informações sobre o assunto, leia este outro artigo e descubra por que vale mesmo a pena contratar um seguro viagem.

U.S Travel
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn
A U.S. Travel é uma empresa especializada em atender o público brasileiro, que acumula 30 anos de experiência neste segmento, tendo sido responsável pela operação completa da Soletur Viagens em Nova York por quase 10 anos. Desde então vem atendendo regularmente as maiores operadoras de turismo do Brasil como Latam Travel, Trend, Flytour, Agaxtur, American Travel, Best Buy Hotel, Meeting Point e Orinter, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This